FALARAM MAL DE VOCÊ?



Por ELIAS BOELL JÚNIOR


No ano passado o presidente da Fifa, Joseph Blatter, pediu desculpas à comunidade gay pelo que havia falado. Ótimo. É de se ter sempre em mente que as pessoas muitas vezes falam sem pensar, sem raciocinar e nem sempre estão falando por opinião própria.


Devemos ser compassivos, brandos. Você na qualidade de gay irritar-se-á é claro caso o que estão falando a seu respeito cause dano irreversível. Somos responsáveis pelo que falamos e nem todas as pessoas têm consciência disso. Muitas vezes elas nem fazem idéia do quão caro custar-lhes-á a emissão das suas palavras.


Somos recheados de imperfeição, e entre inúmeros defeitos estão: intolerância, falar demais, ouvir de menos, julgar sem conhecimento ou fazê-lo guiado por um conhecimento preconceituoso. Jesus Cristo nos exemplificou como devemos proceder uns com os outros e não se esqueça ainda de que em pleno século XXI não surgiu nenhum líder a altura de JESUS CRISTO, ele é a maior autoridade em “gestão de pessoas”no mundo.


Há quem te subestima por seres gay e depois vem fazer amizade numa boa contigo. Já me ocorreu de falarem mal de mim e depois se arrependerem. Isso é muito comum, não só no trato com os gays, mas no trato em geral. Caso as pessoas te subestimam por tua opção sexual, calma, com o tempo eles verão quem é você e quem são eles próprios.


Não se irrite com falatórios. Pois o próprio povo tem consciência de que fala demais.OK?Está chegando o fim de semana, prepare-se internauta, e fique em paz.